Blog da ITAIVAN

Confira nossos últimos artigos

Um Ar Todo Especial para sua Casa

via – https://blog.cppaisagismo.com.br/category/dicas-verdes/

 

Ter plantas dentro de casa é uma ótima forma de deixar o ambiente mais aconchegante e elegante, além de trazer um pouco de conexão com a natureza. No entanto, é preciso ter cuidado na hora de escolher sua planta para ter certeza de que ela se adaptará ao local.

Se você quer saber quais são as melhores plantas para ambientes internos, continue a leitura deste post!

Pleomelle

A Pleomelle, também conhecida como Canção-da-Índia, é uma planta ornamental da família das Dracenas. Ela é ideal para ambientes internos, pois gosta de meia-sombra e não se dá bem com o frio.

Essa planta é bastante chamativa por se tratar de uma miniárvore, com uma folhagem exuberante, verde e branca. A Pleomelle só requer cuidados especiais se o clima estiver seco, ou se ela ficar em um cômodo com ar-condicionado. Nesse caso, borrife água em suas folhas uma vez por semana para que elas não ressequem.

Palmeira Rhapis

A Palmeira Rhapis é uma palmeira pequena, que fica ótima quando plantada em um vaso grande e bem bonito. É possível colocá-la diretamente no chão, seja em um canto da sala ou, em pares, na entrada da casa.

Essa planta não gosta de sol, mas deve ficar em um ambiente bem iluminado. Ela é muito fácil de cuidar, pois deve ser regada a cada 15 dias — no inverno, uma vez por mês.

Palmeira Chamaedorea

A Palmeira Chamaedorea ou Palmeira Bambu é outro tipo de palmeira pequena, que fica muito bonita dentro de casa devido a suas folhagens altas e chamativas. Elas ficam ótimas em salas, em quartos de dormir e até mesmo em banheiros.

O ideal é que ela receba sol durante poucas horas no dia. A rega também é pouco frequente, mas é preciso verificar se a folhagem está ressecando e borrifar água nela em dias mais quentes.

Ficus Lyrata

A Ficus Lyrata é, na realidade, uma figueira, mas quando plantada em um vaso — e ao receber menos sol — ela se torna uma planta bem menor, que é muito apreciada no design de interiores devido ao formato incomum e delicado de suas folhas.

Essa é uma das melhores plantas para ambientes internos, visto que ela gosta de bastante luz indireta e não se dá bem com o frio. Deixe-a sempre próximas a janelas para mantê-la viçosa.

Pacová

Pacová é o nome popular da Babosa-de-Pau, uma miniárvore de folhas muito grandes e brilhantes. Deve ser mantida à sombra, pois fica facilmente queimada quando exposta ao sol. Além de mantê-la protegida do sol, basta regar uma vez por semana. Não é uma planta muito alta, por isso pode ser utilizada sobre mesas e outros móveis ou mesmo suspensa.

 

Flores de inverno: como manter seu jardim florido nesta época do ano

É verdade que a primavera é a estação das flores, em que a maioria das espécies está mais bonita. No entanto, escolhendo as plantas certas, é possível que seu jardim seja lindo ao longo do ano inteiro.

Se deseja saber mais sobre as flores de inverno, este post é para você. Continue a leitura e confira!

Escolha as flores ideais

Cada flor tem suas particularidades, como preferência por sombra, por clima e frequência em que devem ser regadas. Por isso, escolher flores resistentes ao frio é o primeiro passo para um jardim bonito no inverno.

Veja agora algumas delas!

Cerejeira

As cerejeiras foram trazidas ao Brasil pelos imigrantes japoneses, e por lá são chamadas de sakuras. Elas adoram o clima frio, por isso florescem somente entre junho e agosto. Felizmente, apesar da florada curta, elas duram muitos anos.

A cerejeira é uma árvore grande — se você tem pouco espaço em casa, pode aproveitar para ter essas flores lindas e delicadas com o uso de bonsais de cerejeira.

Orquídeas

As orquídeas são muito populares na região sul do país, onde o clima é mais ameno. A principal característica dessa planta é não gostar de sol, embora necessite de claridade. Por isso, ela se adéqua bem em temperaturas mais baixas.

No resto do ano, as orquídeas devem ser mantidas à sombra, para que fiquem sempre bonitas. Há vários tipos de orquídeas, e a mais fácil de cuidar é a Denphale.

Cravo

Os cravos podem ser encontrados em várias cores, e se dão bem tanto com jardins quanto com vasos. São populares em todo o mundo e gostam de climas frios.

O cravo dá flores o ano inteiro, principalmente no começo do outono. Essa flor se mantém muito bonita no inverno, pois é bastante resistente ao frio.

Begônia

A begônia é uma flor fácil de cuidar, bastando manter o solo sempre úmido, sem encharcar. Ela se dá bem com qualquer clima, desde que não seja exposta ao sol intenso.

Por ser uma planta pequena, que atinge no máximo 30 cm de altura, fica ótima em jardins pequenos e vasos, podendo ser deixada dentro de casa. É uma das mais versáteis flores de inverno.

Regue menos

No inverno, o sol é mais fraco e menos frequente, por isso há menos evaporação de água. É importante lembrar que, assim como a falta de água, regar o solo em excesso também prejudica as plantas.

Um solo muito molhado pode fazer com que as raízes apodreçam e até mesmo morram. Por isso, diminua a frequência das regas; em geral, no inverno, ela cai para metade.

Algumas espécies que no verão precisam de uma rega semanal podem ficar bem com somente uma rega mensal nos meses frios.

Fertilize na hora certa

A maioria das plantas requer duas fertilizações anuais, para que durem muitos anos. Em todos os casos, uma das fertilizações deve ser sempre feita antes do inverno.

No geral, os melhores meses para a fertilização são fevereiro e setembro. É possível fazer isso com fertilizantes solúveis, que não são trabalhosos de usar nem fazem sujeira.

Agora que você já sabe tudo sobre flores de inverno, que tal aprender a escolher plantas para a sua casa? Confira nosso post!

Plantas com folhas amareladas: descubra aqui o que fazer!

É claro que, ao avistar as suas plantas com folhas amareladas, imaginamos que algo não está certo. Você tem percebido essas mudanças no aspecto e na cor delas? Calma! Há como resolver o amarelamento das plantas. Esse problema se dá, basicamente, por falta de clorofila e, dessa forma, a planta não é capaz de se alimentar como deveria.

Neste post, trataremos das principais causas dessa complicação, para que você possa se precaver, mantendo seus vasos saudáveis e, caso necessário, resolver esse problema que é chamado pelos especialistas de “clorose”. Veja mais!

Plantas com folhas amareladas têm diversas causas

O amarelamento das plantas, estando elas em ambientes internos ou externos, pode ter diversas causas. Na maioria das vezes, quando essa mudança acontece, a primeira suposição que nos passa na mente é a falta de adubo, mas a ausência dele é raramente a causa da alteração de cor.

Perceba o ambiente em que a sua planta se encontra e o que pode faltar — ou sobrar. Um olhar crítico de detetive pode ajudá-lo a chegar à raiz do problema.

Ataques de pragas

Observe a planta: há furinhos nas folhas, além do amarelamento em pontos específicos? Outro aspecto visual que você pode notar é um pequeno ajuntamento de bichinhos. Caso isso seja constatado, a causa da clorose é praga. Fungos, insetos ou doenças bacterianas e virais são muito comuns.

Resolver essa complicação é muito fácil: arranque as folhas estragadas, troque de vaso e preste atenção à umidade do solo e à exposição solar. Sua planta necessita de equilíbrio de quantidades para manter-se saudável, mas, caso esse problema persista, basta aplicar repelente orgânico em toda a extensão da plantação.

Irrigação

Você sabia que a rega em excesso é a causa mais comum para as plantas com folhas amareladas? Ofertar mais água que o necessário para a plantinha acaba resultando em um “afogamento” de raízes. Para saber a hora de regar, é só encostar na terra. Ao verificar que ela está úmida, espere mais um dia para molhá-la.

Como todo mundo já sabe, cada espécie precisa de quantidades diferentes de água, e a falta dela também é um problema que resulta em clorose e perda de folhas. Quando a planta vive com sede, acaba economizando a água restante, descartando folhas e, antes de derrubá-las, apresenta um visual amarelado.

Insolação

Assim como a quantidade de água, a necessidade de luz solar também varia de espécie para espécie. Além de ler sobre o tipo cultivado e tentar adaptar as informações na sua casa, você deve observar o comportamento da planta.

Caso sua planta esteja amarelada, experimente trocar o vaso de lugar. Está no sol? Mude-o para um lugar com sombra. O vento também influencia, então, caso o vaso se encontre em um local com grande corrente de ar, passe a deixá-lo em um ambiente mais protegido.

Deficiência de nutrientes

A falta de adubo é a causa menos comum para o aparecimento de folhas amareladas em plantas novas. Quando a questão é essa, as folhas novas ficam amareladas — ou apenas as folhas mais antigas.

Tome bastante cuidado ao dar esse diagnóstico de falta de adubo, pois se ele estiver errado e o problema estiver na rega, ao adicionar um complexo vitamínico na terra, a planta morrerá.

Envelhecimento natural

Caso a sua planta não apresente nenhum dos problemas citados, a causa da mudança de coloração nas folhas pode ser mais simples do que você imagina: envelhecimento natural. As plantas são seres vivos e, portanto, assim como tudo que tem vida, morrem.

Viu como as plantas com folhas amareladas têm solução? A dica de hoje é observar o ambiente em que a sua planta vive e considerar que água e luz são importantes. No entanto, lembre-se de que atenção especial e carinho fazem toda a diferença para a saúde dos seus cultivos.

Esse post contribuiu com a saúde das suas plantas? Assine a nossa newsletter e sempre receba dicas úteis como essas!

Saiba por que fazer a manutenção do jardim é importante

Você, certamente, já deve ter ouvido aquela famosa frase de Mário Quintana, que diz que o segredo não é correr atrás das borboletas, mas cuidar do seu jardim para que elas venham até você.

Metáforas à parte, se você tem um espaço verde na sua casa e quer borboletas, pássaros e joaninhas aparecendo por lá, é preciso investir em técnicas de manutenção do jardim.

Zelar rotineiramente pela limpeza e preservação desse espaço é importante para garantir que todo o projeto paisagístico feito para o local não se desfaça e aquele “encanto” inicial não se perca com o tempo, levando embora todo o investimento financeiro feito pelo cliente.

Quer saber como manter seu jardim sempre bonito e majestoso? Então, continue a leitura e confira nossas superdicas!